Sucessão - Fator Crítico de Sucesso


Como em tudo na vida, o processo de renovação sempre acompanhou a existência da humanidade. Nos negócios acontece o mesmo princípio. Ao passo que a evolução e as transformações tecnológicas são constantes, é de fundamental importância que você enfrente com maestria esta época marcada pelas mudanças e esteja mentalmente preparada para passar o seu bastão.

Os negócios, em sua grande maioria, têm como propósito principal sobreviver a muitas gerações. Caso você tenha sido a fundadora da sua empresa ou já mesmo a sucessora de seus sucedidos, precisa estar com o olhar atento ao presente, porém este mesmo olhar necessita estar focado para projetar um futuro com uma maior margem de segurança para o seu negócio. Hoje, você tem o privilégio de viver em uma época na qual cinco gerações convivem e consomem juntas. Buscar estudar e compreender o que existe de comum e incomum nestas gerações enriquece seu conhecimento.

O processo sucessório de uma empresa precisa ser analisado com muita cautela e na maior parte das vezes, a transição pode durar anos. A sucessão somente poderá acontecer quando ambas as partes, sucedido e seu sucessor, estiverem confiantes de não colocarem a empresa em risco. Muitos imaginam que o sucessor necessita ser um membro da família, porém, na prática, o que rege é a capacidade profissional da pessoa em questão e o momento. Um familiar será, por direito, um dos herdeiros, porém não necessariamente um sucessor.

Raras são as empresas no Brasil que possuem planos de sucessão familiar bem estruturados para as futuras gerações que estarão no comando. Um belo exemplo é o Grupo Boticário, que estará formando, no final deste ano, sua primeira turma de sucessores, participantes do programa O Futuro em Nossas Mãos, o qual tenho orgulho de fazer parte. Com esta iniciativa de visão a longo prazo, O Boticário passa a ser a primeira rede de franquias do Brasil a ter um projeto sucessório para seus franqueados. No exterior, esse processo já virou hábito, independentemente do porte das empresas.

Sua tarefa: pense a respeito da sucessão da sua empresa. Você já possui alguém em mente para passar seu bastão? Lembre-se, você não é eterna e seu negócio precisa de renovação. Comece estudando os tipos e comportamentos das gerações.

Dicas by P.P: as dicas desta matéria são voltadas para que o processo sucessório seja implantado corretamente e assegure prosperidade à sua empresa:

  • a sucessão por um membro da família é uma opção, porém não obrigatória

  • os sucedidos não devem pressionar pscicologicamente seus filhos para que sucedam os negócios. Esta vontade tem que partir dos futuros sucessores

  • contrate uma consultoria externa para auxiliar no processo

  • estabeleça um critério mínimo para seleção (idade mínima e máxima, análise curricular, capacidades técnicas, experiência, habilidades pessoais)

  • equilíbrio, bom-senso, paciência e diálogo entre sucedido e seu sucessor são fatores preponderantes para que se atinja o objetivo do repasse do bastão

  • tenha consciência que o processo de sucessão requer e exige dedicação

  • o sucessor deverá preservar a essência de valores e princípios da empresa

  • saiba que muitos dos comportamentos do sucedido e de seu sucessor são fisiológicos e não propositais, portanto, compreenda e chegue a um consenso através do diálogo aberto

  • estabeleça uma data e celebre essa passagem.

Meu propósito é ajudar na sua perpetuação e colaborar com seu futuro.

“O equilíbrio é sua melhor estratégia”.

Excelentes negócios.

Patrick Piccoli

CRA /RS 036827 Administrador, palestrante e escritor


0 visualização

©2018 A Voz do Varejo - TODOS DIREITOS RESERVADOS.