O Peso de uma Escolha


O fantástico e encantador universo dos negócios te surpreende a todo instante com fortes emoções. Muitos gestores e gestoras sonham com a possibilidade de serem promovidas ou abrirem seu próprio negócio, assumindo posições e cargos de controle, para enfim melhorarem sua qualidade de vida. A partir deste instante, estas pessoas passam a ter que equilibrar status, poder, maiores ganhos muitas vezes relativos e, finalmente, mais horas de trabalho e dedicação. Porém, nem sempre é isto que acontece. De acordo com publicação da Revista Você SA, sete em cada dez profissionais acham que não merecem a posição que ocupam, sofrendo da chamada Síndrome do Impostor. Esta aparece, normalmente, em profissionais bem sucedidos que não conseguem internalizar seus feitos durante determinado momento da sua vida, acreditando que seu sucesso é mérito exclusivo da sorte. Ter o poder de decisão ou da palavra final costuma ser um pesadelo e trazer fortes dores de cabeça para muitos profissionais. A cada vez que me deparo com situações em que necessito fazer escolhas, a sensação que tenho é de como se fosse saltar no escuro. Neste instante, reuno a maior quantidade de informações, calculo riscos, probabilidades, além de possibilidades para que a escolha seja a mais assertiva possível. Quando o resultado posterior da sua decisão depender do comprometimento e engajamento de outras pessoas, todo cuidado deve ser tomado e sua atenção redobrada. Você somente poderá assumir um alto risco se confiar plenamente na capacidade da sua equipe em atingir o objetivo proposto. Sua tarefa: no instante que ler esta matéria, faça alguma escolha que te gere algum tipo de desconforto, mas que em breve, trarás algum tipo de melhoria para você.

Dicas by P.P: estas são voltadas para que suas decisões sejam eficazes e tomadas de forma serena, são elas: - ao se deparar com um problema, não se desespere. Foque na solução; - você pode fazer uma escolha por emoção, desde que o motivo seja racional; - sempre que um problema parecer grande, comece a resolvê-lo com atitudes simples, de preferência que possa fazer naquele momento; - saiba que toda escolha gera desconforto e se acostume a conviver com este sentimento. É no desconforto que crescemos; - antes de saltar no escuro, saiba tudo que pode ter durante o percurso para que seu salto não tenha surpresas desagradáveis; - sempre que puder pensar, tome a decisão no dia seguinte; - caso tenhas que tomar a decisão naquele instante, não diga sim e nem não em menos de 3 segundos, evitando que o seu impulso decida por você; - as escolhas mais assertivas costumam ser frutos de estudar, analisar e equilibrar probabilidades passadas com possibilidades futuras. - quando você decidir o que fazer, acabou de encontrar a solução e resolver seu problema. A partir deste instante, sua capacidade e a forma que comunicar os demais será a grande responsável pelo seu êxito na escolha feita. Lembre-se: depois que tomar uma decisão importante busque concretizá- la. Após algum tempo, caso sua decisão seja voltar atrás ou recuar, faça imediatamente e sem ressentimentos. O importante na vida é ter atitude, seja para começar ou terminar algo. Compartilhe sua opinião. Você me encontra nas redes sociais! “O equilíbrio é sua melhor estratégia”.

Excelentes negócios.

Patrick Piccoli

CRA /RS 036827

Administrador, palestrante e escritor

! !

0 visualização

©2018 A Voz do Varejo - TODOS DIREITOS RESERVADOS.